Divulgue sua empresa
Logotipo da Multiguias
Home Noticias Anuncie Contato

Justiça determina interdição de prédio histórico no Centro de SP

Hotel, na região da Luz, é tombado como patrimônio histórico e foi considerado 'tragédia anunciada' pelo Ministério Público Federal.

A justiça Federal determinou, nesta quarta-feira (19), a interdição de um prédio histórico da região da Luz, no Centro da cidade de São Paulo. Ele foi considerado uma “tragédia anunciada” pelo Ministério Público Federal. Segundo a decisão, há um sério risco de incêndio no local.
O Ministério Público Federal exigia há cinco anos que os proprietários do imóvel assinassem um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para estabelecer reparos no hotel. Os donos alegaram dificuldades para encontrar a planta do prédio e a Justiça determinou a interdição em até 48 horas.
Os proprietários devem apresentar um plano de reparos e um plano emergencial de prevenção ao incêndio. No local há ligações elétricas improvisadas e infiltrações. Os pontos comerciais também foram interditados.
O prazo para que as obras de adequação comecem é até esta sexta-feira (21). Caso a determinação não seja cumprida, os proprietários deverão pagar multa de R$ 1 milhão.
O prédio foi projetado pelo arquiteto Ramos de Azevedo em 1903 e ali funcionam um hotel e pontos comerciais. O imóvel foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

compartilhe





Notícias do dia

Pato de 5 metros volta à fachada da Fiesp em ato contra o aumento de impostos

Multas registradas na cidade de SP caem 13% no 1º quadrimestre de 2017, diz Prefeitura

Ministro anuncia doação de R$ 7 milhões para reforma da pista de atletismo do Centro Olímpico em SP